Domingo, 3 de Junho de 2007

Dias sem memória

Hoje é que é o dia do presente
mas de todos os dias passados
poucos me estão presentes
porque há dias sem memória

Era desses que eu me queria lembrar
desses que não obedecem a datas
que são livres e foram felizes

Porque se misturaram na vida
numa amálgama de pequenas coisas
como o fumo das casas se dilui nas nuvens

Imagino-os de madorna, vagos como a paz
se calhar foi num desses dias que tudo começou,
exactamente aí...
Quando a lua sobe e deixa o dia escoar no calendário

Folheio uma agenda desactualizada e sem interesse
quando penso que todos os dias nascem
novos dias

Marc Chagall - Enchantement vesperal
Marc Chagall, Enchantement vesperal

Sinto-me:
Estou a ouvir: Maximilian Hecker- Infinite Love Song

I have a Dream


Perfil

Adicionar como amigo

. 12 seguidores

Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


links

posts recentes

Dias sem memória

arquivos

Junho 2007

Maio 2007

Maio 2006

Março 2006

tags

todas as tags

subscrever feeds