Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

Ser poeta

Ser poeta por uma hora é

Ganhar tempo a olhar para a Terra a girar sobre si
ser ingénuo como uma criança que ri do mundo vão
dar um sorriso a quem não o tem

Apurar o ouvido para o silêncio da nuvem que desliza
admirar o compasso de um carreiro de formigas
descobrir o esconderijo do eco

Achar que tudo é importante até a dureza das pedras
olhar, pasmado, a imensidade de coisas de nada
e escrever uns versos que começam assim:

Ser poeta é tirar o véu à realidade
e descobrir a poesia que nela há

Ser poeta por uma hora é ver o mundo
de fora para dentro...

0009gx4s
Sinto-me:
Estou a ouvir: Kitaro - Heaven & Earth
tags:

Autor: Nina Ferrer às 16:43
Link do post | Adicionar aos favoritos
De assismachado a 27 de Maio de 2007 às 20:19
Caríssima amiga, recebi o seu convite para me juntar como amigo ao seu SONHO DE POESIA. Tenho todo o prazer de aderir à sua amizade e tudo farei para fazer dela o maior prazer.
Gostei muito deste seu poema que a assume verdadeiramente como uma visionária humanista que é como quem diz uma poetisa filosófica. A sua maneira de «ver o mundo» tem um cariz muito sensível e original. Estimarei conhecer outros poemas seus.
Estimarei sua visita ao CANTO DE FRASSINO , em :
www.frassinomachado.net
Saudações poéticas do poetAmigo
Frassino Machado


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


I have a Dream


Perfil

Adicionar como amigo

. 12 seguidores

Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


links

posts recentes

Dias sem memória

As flores do meu quintal

Ser poeta

AÍ..

Tela inacabada

Palavras

Dispersões

arquivos

Junho 2007

Maio 2007

Maio 2006

Março 2006

tags

todas as tags

subscrever feeds